06 de Maio – ESPAÇO MULHER I

Refrigerante: a primeira vítima
O consumo dessa bebida não tem absolutamente nada a ver com a retenção hídrica. Adriana Moretti garante que se a pessoa estiver com os rins funcionando normalmente, todo o excesso de líquido será eliminado. “O máximo que pode acontecer é uma distensão do estômago por causa do gás contido no refrigerante, o que provoca sensação de barriga inchada.”
Bebida nas refeições: está liberado
Se for para prevenir o volume extra, esse costume deixa de ser proibido. “O que esse hábito (quando exagerado e a longo prazo) provoca mesmo, é a dilatação do estômago. Aliás, isso justifica porque com o tempo a pessoa precisa comer cada vez mais para se sentir saciada”, alerta Adriana.
Prisão de ventre: uma injustiça
Quando o intestino não funciona direito, a permanência do bolo fecal no corpo produz a sensação de abdômen volumoso, mas não tem nenhuma relação direta com o inchaço. A prisão de ventre não prejudica a ação dos rins e, portanto, não acarreta acúmulo de líquidos. Contra o intestino preguiçoso a melhor solução é comer fibras diariamente.
Os verdadeiros culpados
TPM: lista negra já!
Nessa fase não tem jeito, a mulher fica mesmo mais inchada, com raríssimas exceções. “No período pré-menstrual há uma elevação do hormônio progesterona, que provoca retenção de líquidos. A sensação se dá, sobretudo, nos seios e no abdômen. A queda desse hormônio, que resulta no início do fluxo menstrual, faz com que a eliminação de toxinas pela urina e o equilíbrio de líquidos no corpo voltem ao normal”, conta Adriana Moretti.
Como evitar – Essa é uma questão ainda não muito clara para a ciência. O que se sabe é que estudos feitos com mulheres que consumiram vitamina E e ácido gamalinoleico regularmente, provaram que eles agem na diminuição do inchaço, mas não se conhece ainda como se dá esse resultado.
“As duas substâncias podem ser compradas em cápsulas nas farmácias. Mas alguns alimentos são fontes naturais como germe de trigo, nozes, castanhas, sementes e óleos vegetais, no caso da vitamina E; e óleo de linhaça e prímula, ricos em ácido gamalinoleico”, sugere a nutricionista Amanda Ribeiro (SP).

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: