06 de Maio – ESPAÇO MULHER III

Clima quente: está no alvo

O calor é sem dúvida alguma um grande vilão para o edema. “Os vasos sanguíneos ficam mais dilatados e, com isso, uma maior quantidade de líquido sai para o espaço entre as células e fica acumulado ali. Trata-se de um mecanismo de defesa do organismo para baixar a temperatura interna do corpo e ajudá-lo a suportar o calor do ambiente”, esclarece a endocrinologista.

Como evitar – Como não dá para ficar em ambientes climatizados o tempo todo, a sugestão é inclinar ligeiramente a cama (com uma ou duas listas telefônicas), de modo que os pés fiquem mais altos que a cabeceira – assim o sangue circula mais facilmente. Se essa posição for muito incômoda para dormir, coloque as pernas para cima sobre almofadas mesmo – o importante é que fiquem em um nível mais elevado do que o restante do corpo. Adote esse método também para os momentos em que estiver assistindo tevê ou lendo um livro.

Salto alto: inimigo

Pode escolher: ou você anda poderosa e fashion sobre um saltão 15 ou saudável sobre um 5. A opção é dura, mas entenda que se usar um calçado muito alto, sua panturrilha fica mais tensa e não exerce adequadamente a sua função de bombear os líquidos corporais.

Como evitar – A fisioterapeuta Luciana recomenda usar sapatos com uma altura intermediária e fugir dos modelos de bico fino, que pressionam muito as pontas dos pés. Quem é obrigada a usar salto alto o dia inteiro por conta do trabalho, deve evitá-lo nos intervalos. “Enquanto estiverem a caminho do escritório ou de volta para casa e no horário de almoço, o ideal é fazer como as mulheres americanas que trocam o calçado por outro mais baixo e confortável”, recomenda.

Aliados importantes

Veja o que fazer para se livrar deste pesadelo ou, pelo menos, torná-lo menos freqüente

Exercício físico

 Manter o corpo em forma e com os músculos oxigenados evita muitos males, inclusive o inchaço. Para ter os benefícios não é preciso virar atleta, basta fazer uma caminhada diária de 30 ou 45 minutos para que os músculos da perna fiquem mais tonificados e auxiliem a circulação de forma mais eficaz. O exercício também é importante para reduzir peso já que a gordura é um grande inimigo da circulação, uma das responsáveis por causar edemas.

Hidroterapia

Qualquer atividade praticada na piscina como hidroginástica, hidromassagem ou natação tem um efeito supereficiente. “A água exerce uma pressão natural sobre o corpo, que ajuda a melhorar a circulação e evitar os edemas”, justifica Luciana. Os movimentos realizados exigem um tipo de força que é excelente para toda a musculatura. E ainda tem outra vantagem: a ginástica feita na piscina é perfeita para pessoas acima do peso e grávidas, vítimas dos inchaços constantes.

Drenagem linfática

Essa velha e boa massagem é uma grande aliada na luta contra o problema, pois ameniza bastante os sintomas. As manobras, feitas com leve pressão sobre a pele, ativam a circulação e desentopem os gânglios linfáticos – canais de defesa do organismo localizados em pontos estratégicos como axilas, pescoço, rosto, barriga, virilha e parte de trás dos joelhos – fazendo com que os líquidos e toxinas que se acumulam nas células sejam eliminados pela urina e pelo suor. “Nas fases agudas, como na semana que antecede o fluxo menstrual, a indicação é fazer uma ou duas sessões por semana”, sugere a fisioterapeuta.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: