16 de Junho – NA PERERECA NÃO…

Risco de contaminação com piercing é maior na genitália

A atriz Karina Bacchi arrancou suspiros e críticas quando exibiu na “Playboy” o piercing que usa na região genital.

Na prática, há maior risco de contaminação, porque a região é úmida e tem contato permanente com urina, menstruação e secreções naturais, além de concentrar mais bactérias, em razão da proximidade que tem com o ânus.

Para muita gente, isso não importa: a carioca Elaine Davidson entrou para o livro dos recordes como a mulher com mais piercings no corpo no mundo, e dizia ter 500 só na região da vagina.

Entre os homens, o furo mais popular na região genital fica na ponta da glande, passando por dentro da uretra, e é apelidado de “Príncipe Albert” –menção a um integrante da realeza de Mônaco que viveu no final do século 19 e teria lançado mão da argola para puxar e prender o pênis para trás, de modo a não marcar a calça branca justa, moda da época.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: