10 de Julho – MALDITO CIGARRO

“Países deveriam proibir o fumo em ambientes fechados”

O tabagismo é uma doença crônica, já que se trata de uma dependência da nicotina. Ele também pode causar cerca de 50 doenças graves e fatais como câncer, derrame, infarto e enfisema. Mas aqueles que não fumam também podem ser afetados por este mal.

O alerta é feito pela médica Tânia Cavalcante, coordenadora do programa nacional de controle do tabagismo do Inca (Instituto Nacional do Câncer), órgão do Ministério da Saúde. Ouça outros podcasts do caderno Equilíbrio.

Cavalcante conta que os fumantes, por serem dependentes, são obrigados a se expor a cerca de quatro mil substâncias tóxicas. “Mas o mais grave desta situação, ou tão grave quanto, é que o tabagismo atinge também pessoas que não fumam, porque elas se expõem passivamente à fumaça ambiental”, afirma a médica.

Segundo ela, ao inalarem o ar contaminado, os que não são dependentes correm o risco de desenvolver as mesmas doenças geradas pelo cigarro. A coordenadora conta que diversos estudos científicos mostram que a fumaça derivada de tabaco causa danos nas células dos seres humanos.

“A concentração de alcatrão na fumaça dos produtos de tabaco, que polui os ambientes fechados, chega a ser cinco vezes maior do que o alcatrão encontrado na fumaça que o fumante traga”, relata Cavalcante.

A especialista afirma que a situação é grave. “Por isto, a necessidade dos países adotarem medidas para proibir totalmente o ato de fumar em ambientes fechados”, conclui a coordenadora do Inca.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: