11 de Agosto – ESTÁ FRACO(A), AMIGO(A)?

Clara: força nos músculos

Deixe as gemas de lado e dê preferência às claras para ter braços e pernas mais fortes
Por Cesar Candido dos Santos

Durante décadas, o ovo foi tratado como o grande vilão daqueles que desejavam manter um coração saudável. No entanto, recentes pesquisas, como a realizada pela Universidade de Minnesota, nos Estados Unidos, que contou com a participação de mais 9.734 voluntários, provaram não existir relação entre o consumo regular de ovos com o surgimento das doenças cardiovasculares.
Além disso, os ovos são valiosas fontes de proteínas e ajudam a desenvolver e fortalecer os músculos, que são constituídos basicamente deste nutriente. “O ovo, principalmente a clara, é uma das fontes de proteína de mais alto valor biológico e também é um alimento barato”, disse a nutricionista Janete Neves, responsável técnica da Clínica Esportiva. “Além de ajudar a fortalecer os músculos, as claras possuem vitamina B2, que auxiliam no transporte do oxigênio e aumentam a resistência durante as atividades físicas”, completou Janete.
“Não adianta só comer ovo e pensar que vai ficar forte. É preciso ter uma rotina regrada de exercícios e uma alimentação balanceada para que os resultados apareçam”, afirmou Giovanna Duarte, nutricionista graduada pela Unesp, que orientou o consumo apenas das claras para aqueles que visam o fortalecimento muscular. “As gemas também possuem grande importância nutricional, mas são ricas em colesterol e não são indicadas, principalmente, para aqueles que possuem índice de gordura corporal elevado. Uma pessoa pode comer até 12 claras durante um dia, já a mesma quantidade de gemas não é recomendada”, falou.
Um ou uma dúzia?
A quantidade de claras de ovo ingeridas durante um dia pode variar conforme o peso do atleta e o tipo de exercício praticado, mas Janete explicou que existe uma regra básica. “O recomendo é que a pessoa ingira de 1,5 a 2 g de proteína para cada quilo do peso corporal por dia. Cada 100 g de clara possui em média 13 g de proteínas”.
A alimentação com as claras, de preferência cozidas, pode ser feita normalmente durante as refeições, e antes ou após a prática de exercícios, dependendo do tipo de treinamento. “Nos treinos curtos, com no máximo 40 minutos de duração, o atleta deve consumir a proteína antes, sempre com carboidrato. Já nos treinos mais longo, é preferível fazer a ingestão das claras depois”, orientou Janete.
“Pratico ciclismo há três anos e uma das minhas maiores dificuldades sempre foi conseguir manter uma alimentação correta durante a semana, pois o trabalho nem sempre permite isso. Além de barato, o ovo é uma opção prática, pois pode ser trazido de casa ou facilmente encontrado em qualquer restaurante”, disse Rogério Cardoso, 34 anos, funcionário público.
Sem exageros
Apesar de contribuir para o fortalecimento dos músculos, o consumo excessivo de claras de ovo ou qualquer outro tipo de proteína deve ser evitado, pois pode provocar o desenvolvimento de problemas renais e hepáticos, além de engordar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: