30 de Setembro – VOCÊ É A FAVOR DO ABORTO?

Leia isso com atenção. É uma lição para os que defendem o aborto.

 

*Uma mulher chega apavorada no consultório do ginecologista, trazendo nos braços seu  filho de oito meses, e diz:

– Doutor, o sr. terá de me ajudar num problema muito sério. Este meu bebê ainda não completou um ano e estou grávida novamente. Não posso ter outro filho em tão curto espaço de tempo. Por favor, me ajude, quero um intervalo bem maior entre um e outro…

 

E então o médico perguntou:

– Muito bem. E o que que a senhora quer que eu faça?

 

A mulher respondeu:

– Desejo interromper esta gravidez e espero poder contar com a sua ajuda. Por favor, compreenda-me!

 

O médico baixou a cabeça, botou a mão no queixo pensativo. Pensou, pensou, pensou e, depois do seu silêncio disse para a mulher:

– Acho que tenho um método melhor para solucionar seu problema. E é menos perigoso para a senhora. Não haverá nenhum risco.

 

A mulher sorriu,  e já foi agradecendo por conta:

– Oh! Doutor, nem sei como lhe agradecer; vou lhe ser grata pelo resto da vida! Como vai ser? Quando? Pode ser hoje? Agora? Amanhã? Preciso tomar algum remédio antes? Diga, Doutor, diga, diga, diga logo, por favor!

 

E então ele completou:

 

– Calma minha senhora. Vamos devagar. Veja bem: para não ter de ficar com os dois bebês de uma vez, em tão curto espaço de tempo, vamos matar este que está em seus braços. Assim, a senhora poderá descansar para ter o outro; terá um período de descanso até o outro nascer. Se vamos matar, não há diferença entre um e outro. Até porque sacrificar este que a senhora tem nos braços é mais fácil, pois a senhora não correrá nenhum risco…

 

A mulher apavorou-se e disse:

 

– Não doutor! Que horror ! O senhor propõe assassinar meu filiho? Matar um criança? Isso é crime, Doutor!

– Também acho minha senhora, mas me pareceu tão convencida disso, que por um momento pensei em ajudá-la.

 

O médico sorriu e, depois de algumas considerações, viu que a sua lição surtira efeito.

Convenceu a mãe que não há a menor diferença entre matar a criança que nasceu e matar uma ainda por nascer, mas já viva no ventre materno.

 

O CRIME É EXATAMENTE O MESMO!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: