Archive for the ‘Animais’ Category

16 de Abril – EVITE ACIDENTES COM SEU ANIMAL

abril 16, 2008

Evite acidentes com seu animal
Para os animais de estimação, o perigo mora em casa. Conheça as 9 armadilhas mais comuns e saiba como preparar a casa para que seu cão ou gato não corra riscos
Nada como estar na sua casa, seu cantinho, se aconchegar e descansar certo? Mas, se você tem animais de estimação, tome alguns cuidados básicos para que eles estejam seguros, e você tranqüilo.
1. Para quem tem gatos ou cachorrinhos pequenos, que passam pela estrutura das varandas, as redes são essenciais, muito importante mesmo, porque basta um descuido ou uma novidade para que seu bichinho caia. Se passar um passarinho voando, é certo: o extinto caçador dos bichinhos desperta e ele se atira pela sacada. A curiosidade matou o gato lembram-se? Não deixe isso acontecer e providencie redes de proteção em toda a casa.
2. Uma casa com plantas é sempre mais alegre e viva, mas também podem ser um perigo se você tiver a planta errada sem saber. Algumas plantas são venenosas e basta experimentar uma folha para seu bichinho se intoxicar e parar no pronto socorro. Ou, pior ainda, morrer antes mesmo de ser socorrido. Algumas dessas plantas são comum termos em casa, sem saber o perigo que representa. Veja alguns exemplos:
Comigo-ninguém-pode (Dieffenbachia)
Hera-americana (Parthenocissus quinquefolia)
Coração-de-Maria (Decentra Spectabilis)
Amarílis (Amraryllis)
Cereja-de-natal (Solanum pseuducpsicum)
Lirio-do-vale (Convallaria Majalis) e muitas outras
Informe-se sempre antes de comprar um novo vaso ou plantar um arbusto.
3. Produtos de limpeza também são um perigo. Não é difícil um gato lamber água sanitária, mas, como são muito espertos e gourmets, dificilmente terá uma segunda lambida. O contrário dos cães, que bebem qualquer coisa que estiver dando sopa. E não vão pensar duas vezes antes de comer algo com veneno. Gatos são tão espertos, que se você colocar um comprimido em volta de um bolinho de carne, eles comem em volta e deixam o comprimido, então logo percebem se tem algo errado no que estão comendo, mas, mesmo menos arriscado, não é garantido. Cuidado!
4. Muito cuidado com os produtos tipo pega-baratas, solventes, ou pomadas. Deixe tudo sempre bem guardado e com chave. É como ter uma criança em casa. Todo cuidado é pouco.
5. Tomadas, aparelhos eletrônicos e fios soltos são outro perigo. Deixe tudo sempre tudo bem coberto. Fios e gatos são uma combinação perigosa.

16 de Abril – EVITE ACIDENTES COM SEU ANIMAL cont…

abril 16, 2008

Evite acidentes com seu animal

6. Dentre os fios, inclua o fio dental. Pode parecer bobagem, mas jogue sempre no lixo fechado e não deixe seu gato brincar com ele. Agora então que eles são mentolados, os gatinhos não resistem! Sei do caso de um uma gatinha que comeu um pedaço de fio dental e passou a vomitar tudo que comia. Uma endoscopia mostrou que o fio se enrolou na língua e as pontas que estavam livres, faziam movimentos de sobe e desce por todo o aparelho digestivo provocando os vômitos e desconforto. O veterinário cortou a parte que estava enrolada na língua e as pontas foram empurradas para o final do estômago e começo do intestino para que ela pudesse expelir naturalmente. Mesmo assim, a gatinha corria risco de ser operada. Por sorte, não precisou da cirurgia.
7. Outro perigo da casa são os fogões. Gatinhos mal educados que sobem em tudo não resistem a um fogão. Mas boca do fogão pode estar quente e as almofadinhas das patinhas vão sair chamuscadas! Esses fogões modernos sem bocas então… é pedir para que um acidente aconteça. Fogão sempre com a tampa fechada. E todas as outras portas dele também.
8. Gatos, muito mais do que cachorros,  são peritos em entrar em armários e se esconder para um cochilo, só que isso pode acarretar alguns problemas, como serem esquecidos presos. Um casal amigo meu ainda se arrepende de não ter percebido que a gatinha filhote deles estava sumida tempo demais. Presa no armário do marido, isso custou algumas gravatas de grife, um terno importado e até a gravata que ele usou no casamento. Prejuízo financeiro e emocional. A esposa ficou sentida, mas comemorou silenciosa que não foi no armário dela!
9. Eu me considero uma gateira experiente. Estou sempre atenta, mas outro dia, a empregada deixou a porta da secadora aberta e minha gata entrou, e eu não vi. Quando passei por lá, empurrei a porta para fechar e a máquina começou a girar, já estava na cozinha quando percebi um barulho estranho e voltei correndo. E lá estava a paquita, duas ou três voltas do ciclo depois, por sorte nada aconteceu. Muitos abraços e beijos depois e pedidos de desculpas, ela se aninhou e dormiu, mas eu levei semanas para esquecer o acidente, e comprei travas para todas as portas.
Então, muito cuidado. Fique de olho, e não perca os gatinhos de vista. Quando for sair, deixe a casa segura para não ter uma surpresa quando voltar. Para quem tem bichinhos, o perigo mora em casa.
Juliana Bussab é jornalista, gateira e fundadora da ONG Adote um Gatinho. Fale com ela através do endereço eletrônico: juliana@adoteumgatinho.org.br. E visite o site http://www.adoteumgatinho.org.br

14 de Abril – CUIDE DE SEU ANIMAL

abril 14, 2008

Seu animal está doente?
Aprenda a interpretar os sinais que seu bicho apresenta quando está com algum problema de saúde
Você está atenta ao corpo e ao comportamento do seu cachorro? Isso é fundamental para saber se ele se sente bem ou se tem algum problema. “Por instinto, cães e gatos não demonstram que têm dor. Na selva, isso os tornaria presas fáceis”, diz a veterinária Fabiana Leite, de São Paulo.
Então, quando o dono percebe algum sintoma, é sinal de que a doença já está bem avançada. Para que nada de ruim aconteça com seu bicho de estimação, a solução é prevenir. Visitas periódicas ao veterinário são essenciais para detectar problemas no início e combatê-los com mais eficácia.
E, como já diz o ditado, prevenir é o melhor remédio. Por isso, AnaMaria preparou um calendário com orientações de check-up e um guia que ensina você a conhecer os sinais de alerta do seu amigão.
Saiba como cada parte do corpo demonstra que algo não vai bem
. PELAGEM: Alergias, alterações hormonais e várias doenças deixam o pêlo sem brilho, caindo demais ou com falhas. Fique atenta.
. ORELHAS: Otite é uma infecção comum nos cães. Eles coçam, a orelha fica fedida e com manchas vermelhas.
. OLHOS: Na velhice, podem apresentar manchas brancas ou azuis, que indicam catarata.
. RABO E GENITÁLIA: Não levantar o rabo pode indicar dor. Infecção no útero faz as fêmeas lamberem a genitália. Machos que urinam sangue podem ter infecção.
. PATAS: Alergia faz o cão lamber as patas. Se o animal treme, pode ser artrite
. FOCINHO E BOCA: Gengiva esbranquiçada pode ser sinal de anemia. Câncer pode provocar sangramento nas narinas.